Arquivo da categoria ‘vida’

É eu tentei, o pior é que eu tentei!

Publicado: 11 de março de 2014 em amor, vida

É, tentei fugir, não deu, tentei te esquecer, doeu.
Por uns dias, sim, eu aguentei, mas depois confesso que não suportei.
Sua lembrança vem em minha mente a cada segundo que fecho meus olhos, quanta bobagem, até de olhos abertos tenho imaginado você.
Onde está? O que faz? Que saudade absurda é essa, eu não aguento mais.
Tenho vontade de correr pra te encontrar, quem dera eu tivesse essa certeza de que você também ficaria feliz ao me ver, mas já pensou que ironia, tanto tempo esperando pra te ver e você nem se importar? Não, eu não ia aguentar.
Mais um tombo da vida eu não quero não, já tomei tantos e parece que foram todos em vão.
Essa saudade sufoca meu peito, tem dias que preciso chorar. Choro quietinho, ninguém precisa saber que você continua a me atormentar.
Invade meus sonhos, seja de dia ou de noite, só pra me lembrar que o tempo passa mas eu não deixo de te amar.
Como fazer pra não sentir tua falta? Como fazer pra te esquecer? Ah se eu soubesse eu já teria feito. O que de tão errado eu fiz na vida para te merecer? Um alguém que sequer merece tudo o que eu tenho a dizer.
Ah se você soubesse que tudo que escrevo é pra você, entenderia que os anos não passaram e eu ainda espero por você.
Não sei explicar o que é a saudade em si, se me perguntarem talvez eu responda teu nome, o que pra mim é a mesma coisa. Não há outra tradução para a saudade senão o teu nome, a tua imagem, enfim, você.
Como pode numa única palavra caber tanto sentimento, tantas formas diferentes de se traduzir. 
É, você não faz ideia do quanto eu desejo todo santo dia TE ESQUECER, do quanto essa saudade me faz mal (ou não…).
Acredite, eu queria estar fazendo coisa bem mais interessante do que passar as 24 horas do meu dia pensando em você e me perguntando se em algum momento do teu dia você ainda lembra que eu existo ou se eu já faço parte daquelas pessoas que simplesmente passaram pela tua vida e foram embora.
Sim, fui embora, mas acredite, eu queria muito ter ficado…eu desejei mais que tudo na vida nunca ter ido embora, mas não havia escolhas, você não me permitiu escolhas…
Você é a saudade mais viva dentre os meus pensamentos, saudade que não passa que não cessa. Eu só queria te abraçar, estar ao teu lado, poder te tocar; sinto falta de você como nunca imaginei sentir de alguém e fico aqui empurrando minha vida com a barriga até o dia em que você entender que meu amor não vai morrer.
Que mil anos podem passar eu estarei sempre esperando você finalmente chegar…

NEM DOEU

Publicado: 13 de setembro de 2013 em Experiencias, Superação, vida
45632_485458161520534_224704014_n


“Nos dias de hoje, cada vez mais, acentua-se a necessidade de ser forte. Mas não há uma fórmula mágica que nos faça chegar à força sem que antes tenhamos provado a fraqueza.”

E disse em tom de descaso para si mesmo: “nem doeu…” como fazia quando era criança em dia de vacinação, na tentativa de impressionar as pessoas da fila. Não queria demonstrar fraqueza e preferiu acreditar que a dor de hoje seria uma espécie de vacina que o deixaria mais forte para o amanhã. E de tanto esconder os sentimentos, foi ficando imune a felicidade. Livre de sorrisos, suspiros ou de qualquer outra coisa que pudesse acabar. Tudo que tinha agora era concretude de uma dor que conseguia se esconder de todos, menos de si mesmo. Aquela mesma dor que mesmo sem ninguém perguntar, fez questão de dizer “nem doeu”. Esse sou eu! Prazer Rafael Barreto Freitas.

SOBRE AMOR E CONFIANÇA

Publicado: 13 de setembro de 2013 em amor, vida
972172_544706082262408_841545020_n

“O amor, para durar, tem de ser também confiança, também estima. Isto é, deve adquirir algumas das propriedades da amizade”.

 

Amar sem confiar é como ler e não refletir, comer e não digerir, voar com os pés no chão, existir e não viver. É como estar ao mesmo tempo com um pé no céu e o outro no inferno, como se atirar em um abismo sem paraquedas, portar uma arma sem munição, correr quando o que se quer é ficar parado e parar quando correr é necessário . O que difere o amor da confiança, é que o amor acontece e a confiança se conquista. O amor até pode ser conquistado, mas a confiança não “acontece” de uma hora para outra. O amor demora para ser esquecido, a confiança se perde em segundos. E tanta coisa se perde quando o amor e a confiança se desencontram… Perde-se o tempo, perde-se a crença, perde-se a chance, mas o sonho permanece, talvez um pouco modificado, talvez amadurecido a tal ponto que chega a ser confundido com a realidade, mas ele continua lá, em algum lugar entre a vontade de amar e a confiança de que dias melhores virão.

 

DITADURA DA FELICIDADE

Publicado: 27 de julho de 2012 em vida

Quem disse que a gente é obrigado a ser feliz? Quem disse que você precisa ser feliz? Quem disse que algo que você sente que te faz ou possa te fazer feliz não tem importância?

De onde veio esse conceito de que ser feliz é uma regra absolutamente necessária? Ainda mais o tempo inteiro, a vida toda…

Tudo bem que não acordei com o melhor dos humores nesta quinta-feira (o que alguns mais chegados diriam não ser nenhuma novidade), mas não é irritante essa obrigação de ser feliz que a sociedade nos impôe?

Evidentemente que não tenho nada contra a felicidade. Mas, contra as imposições e as artificialidades, tenho tudo. Me irrita profundamente essa coisa de ditarem regras e maneiras de como sermos felizes, e, também a irritante constante e absoluta tendência de menosprezarmos o que sentimos.

Vou puxar um pouco a sardinha para o meu lado.

Temos que viver diante regras impostas pela sociedade, mas mal vemos que essa mesma sociedade que nos impôe modos e moldes de como se viver, está completamente no caus, filho que mata pai, mãe que abortam ou abandonam seus filhos, e politico que rouba milhões e sai ileso da situação, e a mãe que rouba um pedaço de pão para dar ao que comer ao próprio filho morto de fome, que vai parar atrás das grades, essa é a sociedade que ainda se acha no direito de nos importa uma forma de como sermos felizes e de uma obrigatoriedade de termos que ser feliz!

É um saco essa obrigatoriedade de estarmos felizes, só porque tem alguém em pior situação que nós, ou porque não temos uma doença terminal, ou porque temos uma família bacana, um trabalho estruturado. E nossos sentimentos  como e onde ficam?

Como eu disse vou puxar a sardinha para o meu lado… Como todo mundo que acompanha meu blog e me conhe sabe, sou completamente apaixonado por uma mulher, que me detesta(não sei por que) e sinceramente tenho todos os requizitos citados ali em cima por mim, tenho uma vida boa, saúde regularizade, uma família exclente, um trabalho que me satisfaz, mas e o que eu sinto, e essa necessidade de querer estar perto dessa pessoa, não conta? Não posso ter esse direito, e de não estar feliz por isso não acontecer?

Regras e mais regras de felicidade imposta por uma sociedade que é o próprio apocalipse, na boa, sinceramente não entendo por que o desprezo por alguns sentimentos, várias pessoas que eu falo desse assunto dizem que isso não é motivo para eu ficar triste, que é melhor assim e talz, ou que, se isso acontecer eu iria simplesmente desencanar, eu tenho um sentimento muito grande dentro do meu peito, a 4 anos, e literalmente digo que nesses quase 4 anos pra ser mais preciso, não houve um dia só que ela não estivesse em meus pensamentos, é que eu esqueço que eu tenho que estar totalmente feliz, por que existem pessoas em piores condições que eu, porque eu tenho uma família ótima e tenho saúde, o que eu sinto não tem a menor importância não é? Eu em nenhum momento não disse que não sou feliz, eu só não sou totalmente feliz! Mas como eu tenho que seguir as regras da ditadura da felicidade eu tenho que menosprezar o que estou sentido e estar 100% feliz!

Lembrem-se se você tem saúde, uma vida estruturada, um bom emprego, uma família como base bem sucedidade que te ama, e se você pode lembra que sempre irão existir pessoas em pior situação que você, não importa se você gosta muito de alguém e por alguma circustância não pode estar junto desta, não se esquece, você não pode estar triste por causa disso, afinal você precisa estar sempre 100% feliz, mediantes claro as regras da sociedade, É CLARO!

É óbvio que existem pessoas que se estivessem passando pelo o que eu estou passando, provávelmente não estariam tristes, e seguiriam suas vidas numa boa, mas se existe uma coisa boa nessa tal coisa chamada felicidade é que ela não é igual para todos, não existe uma receita ideial, e existem aquelas pessoas que apenas por terem aquela vidinha certinha que eu citei acima, já se sentiriam felizes, mas eu não, a falta dessa pessoa faz com que eu não esteja totalmente feliz, e dai, algum problema, eu gosto dela, sou apaixonado e não vou mais admitir que que seja que monespreze esse sentimento, que diga que isso é bobagem, e que eu tenho que ser feliz, por que minha mãe me ama, ou porque eu estou com a saude regularizada!

“Então gente é isso, sorria você é obrigado a ser feliz!”

 

 

 

As Verdades da minha vida!

Publicado: 16 de maio de 2012 em Experiencias, vida

Bom esse sempre foi e vem sendo um item cada vez mais raro na minha vida!

Ao longo dos anos venho observando minha personalidade e meu carater se desenvolver,  e agora que ele esta bem solitificado, chego a conclus’ao de que tenho um carater muito duvidoso e uma personalidade muito egoista!

Desde pequeno sempre fui muito egosista, sempre pensei muito no EU, sempre me importei mais comigo mesmo do que com qualquer outra pessoa, quando algo em alguem ou se aquele alguem podia me ajudar de alguma forma, ai eu me preocupava e me interessa, hoje eu consigo me preocupar com algumas pessoas, mais so aquelas que realmente me importo de verdade, pra valer!

Nao sei porque quando alguem que conheco tenho algum problema que pode ser ate serio, eu nao consigo de verdade me preocupar, em determinado momento ate desdenho… eu realmente nao valho nada, nao presto

Nao e que eu nao tenha sentimentos, eu sei la so nao sou hipocrita, nao gosto daquelas pessoas que so conhecem alguem mais nao tem nenhum vinculo afetivo mais profundo e fazem o tipo politicamente correto, se mostram em palavras se preocupar mais no fundo nao perdem uma noite de sono por causa disso sequer pensam no assunto depois! Nao gosto desse falso moralismo “ai como você está, meu deus que horrível o seu problema, vai dar tudo certo, e depois nem lembra do assunto, não pede uma noite de sono pensando nisso, vou repetir não é que eu não tenha sentimentos, mais não sou hipocrita, realmente  se preocupar é uma coisa, só se importar é outra!

Talvez eu nao seja de todo ruim, mais tenho sim um carater e uma personalidade bem duvidosa pra dizer o menos!

Mais ja errei muito na minha, basicamente sempre o mesmo erro e parece que nao aprendi ate hoje e talvez nao aprenda nunca.

Sao enrroscos que me coloquei desde de sempre que parece que nao tenho mais como me desprender, fugir…

Queria voltar atrás, ser a pessoa que eu realmente eu posso ser e sei que sou, mais nao sei qual motivo, alguma imbecilidade dentro de mim me impede!

acho que faltei tanto com a verdade com muita gente a minha vida toda, que me acostumei a ter um  “faz de conta”, que comecei a acreditar em tudo!

Talvez fosse mais facíl para fugir da minha realidade que nem sempre era interssante, hoje eu sei que nao adianta.

O único comemnto em que eu fui totalmente sincero, que eu consegui isso, foi exatamente quando não acreditaram em mim, castigo do destino

Eu estou verdadeiramente arrependido, até porque nesse momento eu que estou sendo sincro, gostaria de ser merecedor de poder ter o que desejo!

Queria mudar! Queria entender porque sou tão idiota! Estou realmente arrependido!

Acho que ela tem rasão, de não gostar ou melhor de odiar um cara fracaçado como eu, com um carater fracaçado!

Finais de semana

Publicado: 31 de março de 2012 em Experiencias, vida

Eu queria que as pessoas tivessem noção do que são os meus finais de semana!

Depois que eu passei por aqueles Edemas Agudos de pulmão em que eu quase morri, por mais que eu não de fato tenha acumulado líquido em grande quantidade, o jeito que eu me sinto mal, todo o bentido final de semana é horrível.

Bom pessoal, não vou me extender em textos enormes pra dizer algo simples que eu posso externar em simples palavras o que eu quero dizer…

É horrível passar todos os finais de semana com aquela sensação destruidora de que o edema pode chegar a qualquer momento, de pscicológicamente ou não, eu sentir os sintomas como se eles estivessem acontecendo ou prestes a acontecer.

Bom gente, o que eu posso dizer é que, se antes os finais de semana era ótimos pra mim e os dias preferidos na semana pra mim, hoje eu posso dizer que os finais de seman são tenebrosos, e eu já não tenho prazer em passar por eles, e espero anciosamente pela segunda feira!

IN-CONSEQUÊNCIAS

Publicado: 14 de março de 2012 em Dividindo, Experiencias, Pensamentos, vida

Se tem uma coisa que me irrita são essas pessoas que deixam tudo na mão do destino, “Ahhh o que tiver que ser, será”. Porraaa! Então o que você ta fazendo aqui na Terra?! Brincando de ser marionete do acaso?! Isso tudo é medo de se comprometer com algo e este algo não dar certo? Ou seria apenas comodismo em se desfazer da responsabilidade de arcar com as consequências daquilo que se faz? As pessoas deixam de fazer tantas coisas esperando que elas aconteçam sozinhas e se esquecem que também sofrerão as consequências pelas coisas que não fizeram.