O nascimento de um pai

Publicado: 13 de agosto de 2013 em amor, Dividindo
ilustracao-da-coluna-mamatraca-nasce-um-pai-1376059557212_615x300

Os pais modernos estão tentando, ao máximo, se adaptar à nova realidade

Gente no último domingo foi dia dos pais e eu não tive tempo de postar nada em alusão a data então ai vai:

O nascimento de um filho é como um tsunami que chega com tudo e vira a nossa vida de ponta-cabeça.  “Nasce um bebê, nasce uma mãe” é a frase comumente repetida, mas não podemos nos esquecer que nasce também um pai, um novo marido/companheiro, um novo casamento, uma nova rotina e ainda a necessidade de repensar nossas verdades e reforçar valores.

As, mulheres, abrigam o bebê no ventre, amamentam, desenvolvem naturalmente a relação visceral com a cria. Talvez por isso, inconscientemente, tendem a achar que são mais “donas” dos bebês do que os pais, que precisam conquistar essa relação.

Tendem a ter  até uma certa crueldade na cobrança que fazem aos companheiros. Por um lado, querem que eles participem, sejam ativos, compartilhem de todas as angústias, sejam compreensivos e parceiros. Mas também esperam que sejam perfeitos nesse comportamento –dentro da  concepção delas de perfeição–, sem compreender que a natureza masculina é diferente da feminina.

Imaginar como a vida dos pais também se transforma com a chegada de um bebê é um exercício que mulheres poderiam  começar a fazer.

Reclamam que não sabemos onde fica o termômetro. Reclamam porque compramos tudo errado no supermercado. Reclamam porque , quando pedem alguma coisa, querem aquilo na mesma hora e não dez minutos depois. Mulheres tem que entender que elas pensão com mais agilidade do que homem, mulher é mais multi-funções do que o homem. A sensação é que eles acham que homem nunca faz nada certo.

Adoro uma esquete do espetáculo “Grávido” chamada “Office Boy”, em que o pai corre pra lá e pra cá, fazendo tudo o que a mãe ordena, logo após o nascimento do filho, e nada do que ele faz é suficiente.

Quando ele acerta, a mulher diz que ele não fez mais do que a obrigação. Ou então, quando o marido aparece pra atendê-la, ela responde: “não precisa mais, agora eu já fiz”. Muitas vezes, os homens querem e gostam de fazer as coisas –só que do jeito deles.

Temos de encontrar uma forma de a mulher e o homem darem valor ao simples fato de compartilhar a vida dos filhos, sem a cobrança de que existe um único modelo a seguir. Não se trata de uma bandeira em defesa do sexo masculino, apenas estou tentando trazer uma discussão sobre as relações normais e saudáveis, de casais que se amam e se respeitam.

Não podemos nos esquecer que os pais desta geração estão vivenciando um movimento importantíssimo de mudança no comportamento familiar, o que é ótimo e necessário na nossa atual sociedade. Mas, ao mesmo tempo, eles têm a grande desvantagem de, em sua maioria, terem crescido com modelos muito diferentes dentro de casa.

Seus pais sequer diziam “eu te amo” a um filho, muito menos dividiam tarefas domésticas com suas mulheres. Ou seja, os pais modernos estão tentando, ao máximo, se adaptar à nova realidade, mas não têm referências.  Como fazer? O que é certo? O que as mulheres e a sociedade efetivamente esperam deles?

O que observo é que, até hoje, os homens foram menos preparados para serem pais do que as mulheres para serem mães. Nem sempre é fácil, não vou mentir, porque a carga sobre as mães é enorme, mas cabe a ambos terem um pouco de paciência e compreensão também.

Anúncios
comentários
  1. LINDO ADOREI!!!É REALMENTE NÓS NASCEMOS PRA SER MÃES E ACHO QUE SOMOS BEM MAIS FORTES QUE OS HOMENS,E ACREDITO SIM QUE PENSAMOS BEM MAIS RAPIDO TBM, MAS ISSO JA É DE MÃE MESMO, E O PAI JA FICA MEIO PERDIDO PORQUE ATÉ SABE QUE NÕS VAMOS FAZER ANTES DELES… E EM QUESTÃO DE QUE ELES ESTÃO MAIS ABERTOS AO DIÁLOGOS?? ESTÃO SIM, GRAÇAS A DEUS PORQUE HJ EM DIA TEM MAIS ABRAÇOS, MAIS BJS, MAIS EU TE AMO, MAIS BRINCADEIRAS ENTRE PAI E FILHOS E ISSO É MUITO BOM NOS DIAS DE HJ CONHEÇO PAIS MARAVILHOSOS QUE FAZEM TUDO COM SEUS FILHOS ,ATÉ NAS BALADAS COM OS FILHOS ELES VÃO HJ EM DIA E ISSO CHAMA-SE DE COMPANHEIRISMO AMIZADE ACIMA DE TUDO. UM GRANDE ABRAÇO RAFAEL

  2. Michel Matos disse:

    Também acredito que o homem tem menos preparo para ser pai do que a mulher para ser mãe, pois a mulher na maioria das vezes tem a ajuda de sua mãe (avó da criança) que à passa os dons do cuidado, já o homem não, difícil mente ele tem a ajuda de seu pai (avô da criança) para lhe ensinar o manejo de como cuidar de uma criança e ser um pai presente. Pois bem, ao meu ver eu acho que existe uma barreira entre o homem e os afazeres paternos (cuidar, alimentar, etc.), então nós homens deveríamos tentar nos aproximar mais de nossos filhos, dando um abraço, ajudando a mãe a cuidar, entre outras coisas.

  3. Anderson Bilhao disse:

    nos homens nos sentimos mais realizados e responsaveis por ser pai ter uma nova vida prticipando da nossa…

  4. Ândrio Gonçalves disse:

    As mulheres já nascem com o instinto materno,é uma caracteristica feminina.
    Mas acredito que os homens estão evoluindo a respeito disso,claro devagar mas é uma evolução continua.

  5. Claudio Elias do Nascimento disse:

    PARABENS MUITO LEGAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s