7 Bilhões

Publicado: 4 de novembro de 2011 em Dividindo, Pensamentos, vida

 Estive pensando no mundo, reconheço que essa prática deveria ser mais comum, mas o fato é que eu não consegui ficar indiferente frente ao número de habitantes da Terra. Somos 7 bilhões agora, divididos entre raças, credos, países, gostos, visões, costumes entre outras infinidades de coisas que nos dividem e das quais eu não quero falar. Até porque, o que me interessa de verdade, são as coisas que nos unem. Vivemos em um mundo tão corrido que as vezes nos falta tempo até mesmo para sermos humanos.  E são tempos difíceis para os poetas, sim, pois é preciso tempo para escrever, é preciso calma para observar é preciso cuidado, muito cuidado para não se perder o olhar poético frente as adversidades. Mas eu também não quero falar aqui de poetas, não… Eu não quero cometer o mesmo erro das pessoas que só sabem falar de si mesmas e enumerar as suas queixas. Eu quero poder escrever qualquer coisa que consiga tocar as pessoas e fazer com que elas se enxerguem, não apenas a si mesmas, mas que consigam enxergar umas as outras. O tipo de frase de impacto que grude na cabeça das pessoas e seja fácil de lembrar e ser reproduzida, para que elas tenham sempre em mente que é preciso enxergar o próximo como a si mesmas. Não… Este não é um texto de cunho religioso, até porque seria difícil escrever algo que agradasse todas as religiões, este é apenas um texto de alguém que esta tentando quebrar o ciclo do egoismo e da indiferença. E existem tantas coisas que poderiam ser notadas e que passam despercebidas aos olhos conformistas dos que na vida perderam a capacidade de se surpreender e reconhecer o novo. Somos mais de 7 bilhões de espermatozoides vencedores, 7 bilhões de sorrisos esperando para serem descobertos, 7 bilhões de histórias que podem ser contadas e compartilhadas. E são tantas possibilidades, tantas verdades a serem descobertas e mentiras a serem desmentidas que as vezes eu me perco em pensamentos. E eu descubro que me perder é bom, porque só não se perde na vida aqueles quem trilham sempre os mesmos caminhos. E eu quero poder me perder, quero poder trilhar um caminho que vá para além de mim e que chegue até as pessoas. Um caminho mais humano, que me permita achar e ser encontrado. Por que ás vezes tudo o que eu mais sinto falta neste mundo é de poder ser humano.

“E não importa se no mundo existem 7 bilhões de pessoas ou se na sua rede social tem mais de 5 mil pessoas relacionadas. Com o tempo, a gente descobre que para ser feliz não se precisa de muito, números por mais que expressem exatidão só servem entre outras coisas para nos confundir. O que realmente importa nesta vida o homem ainda não consegue calcular.” Vejam  bem como são as coisas, hoje somos 7 bilhões de pessoas no mundo e eu aqui querendo estar com apenas 2!

comentários
  1. Simone Silva disse:

    pior que e mesmo…somos 7 bilhoes de pessoas…num mundo adverso e cheio de conflitos…as vezes estou em ksa e fiko viajando, pensando nas pessoas, nos problemas do mundo, fome, violencia, drogas…quando vamos viver uma vida melhor? quando vamos amar e respeitar mais o proximo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s