Sexo pode ser bom sem penetração

Publicado: 15 de outubro de 2011 em sexualidade

 

O orgasmo é o ponto máximo de prazer que uma mulher pode atingir, e independentemente de ser pela penetração ou masturbação, o que desencadeia essa situação é o estímulo do clitóris, o famoso ponto G feminino. Mesmo assim, uma queixa muito comum nos consultórios vem justamente de mulheres que estranham o fato de se excitarem mais com esse toque do que com a penetração em si. A explicação para isso é muito simples: no corpo feminino, o ponto com mais terminações nervosas é o clitóris, portanto, é o local mais sensível tanto para o prazer quanto para a dor.

Sandra Baptista, coordenadora da pós-graduação em Sexualidade Humana do IBMR, explica que o clitóris equivale à glande masculina. “Nosso corpo é todo irrigado de terminações nervosas, mas no clitóris são cerca de 8 mil terminações juntas, que fazem com que tudo que entra em contato com ele seja intensamente amplificado”, explica.

Muitas mulheres declaram responder a uma combinação de sensações vaginais e clitorianas, mas a grande maioria percebe que, se comparadas, a estimulação do clitóris proporciona maior prazer. Segundo o Dr. Carlos Scheidemantel, sexólogo e professor do curso de Medicina da Universidade Federal do Paraná (UFPR), isso se deve ao fato de o clitóris ser mais sensível ao toque do que a própria vagina.

Em contraste com a extrema sensibilidade apresentada pelo clitóris, a vagina é um tubo flexível de músculos coberto por uma camada mucosa, que apresenta terminações nervosas sensíveis ao toque somente na entrada, já que em seu interior esses nervos são praticamente insensíveis, o que explica o fato de que muitos procedimentos uterinos, como curetagem e cauterização, poderem ser feitos sem anestesia.

Há diversos artigos questionando a existência de vários tipos de orgasmo, o vaginal, o clitoriano e o uterino. Para Sandra, isso não passa de um mito. “Mesmo durante a penetração, é a fricção no clitóris que vai desencadear o orgasmo, por isso muitas mulheres preferem ficar por cima durante o sexo ou colocar travesseiros em baixo das nádegas, para que haja um contato entre o clitóris e a região púbica masculina.”

A médica lembra ainda que o fato de as mulheres preferirem a estimulação clitoriana, não significa que elas não gostem de penetração, muito pelo contrário, é a situação como um todo que vai dar prazer à relação. “Nesse caso, é de extrema importância se conhecer e abrir o jogo para o parceiro, afinal, o sexo não foi feito só para os homens.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s